Documento enviado ao governador José Serra

Documento enviado por email para a Saviah pelo Conseg Morumbi (10/10/08)

EXCELENTISSIMO SENHOR JOSÉ SERRA

DD. GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO

As entidades abaixo subscritas, representantes da comunidade local, tendo tomado conhecimento da matéria veiculada no Jornal Folha de São Paulo, de 29 de setembro de 2008, Caderno de Esportes, página D2, coluna Painel FC, onde Vossa Excelência coloca o seu posicionamento contrário a construção do estacionamento à frente do Morumbi, vem, respeitosamente, colocar a posição da comunidade frente ao assunto.

O local previsto no projeto para a construção do estacionamento é a Praça Roberto Gomes Pedrosa, que integra o domínio público municipal, na classe dos bens de uso comum do povo (conforme certidão do Departamento Patrimonial da Procuradoria Geral do Município), e é foco de reivindicações e negociações por parte da comunidade junto à Subprefeitura do Butantã para a revitalização da praça, com a reversão da ação equivocada do asfaltamento da mesma, buscando a melhoria da qualidade de vida local e das relações humanas no meio ambiente da cidade de São Paulo.

Como representantes dos moradores do Morumbi, especialmente daqueles residentes no entorno e proximidades do Estádio do Morumbi, não tendo conhecimento do projeto apresentado ao Comitê e cientes dos prejuízos que seriam causados ao bairro e à comunidade pela implantação eventual do trem aéreo sobre a Av.Jorge João Saad, respectiva estação e prédio de estacionamento sobre a Pça.Roberto Gomes Pedrosa com danos evidentes a área verde e comprometimento de zona residencial, solicitamos ao São Paulo Futebol Clube acesso ao projeto, que ignorou a comunidade que será atingida pelo mesmo.

Temos conhecimento dos projetos da Prefeitura, já aprovados e que serão realizados na área: via perimetral e ciclovia e não foram considerados como um todo e os impactos que ocorrerá.

Elogiamos a postura das autoridades municipais e estaduais se manifestando no sentido de não investir nas obras do estádio, que em última análise privilegiarão ao final o patrimônio particular do clube.

Manifestamos ainda nossa posição contrária tanto à construção eventualmente prevista, tanto do trem aéreo, originalmente proposto, quanto à implantação de prédio de garagem sobre a Praça Roberto Gomes Pedrosa face aos seus efeitos danosos ao bairro, entendendo ser oportuno que o projeto apresentado pelo SPFC, se não o foi, que seja compatibilizado com as obras já previstas e em execução pela PMSP naquela região.

Atenciosamente,

ASSEC-ASSOCIAÇÃO DE SEGURANÇA E CIDADANIA

CONSEG-MORUMBI

CONSEG-PORTAL DO MORUMBI

NÚCLEO DE AÇÃO LOCAL DO REAL PARQUE

NÚCLEO DE AÇÃO LOCAL DA CIDADE JARDIM-PANORAMA

NÚCLEO DE AÇÃO LOCAL COLINA DAS FLORES

SAVIAH-SOC.AMIGOS DA VILA INAH

TERRA VIVA-ASSOC.MORADORES DO JARDIM LEONOR

Anúncios

Sobre saviah
Sociedade dos Amigos da Vila Inah - Saviah São Paulo - S.P.

One Response to Documento enviado ao governador José Serra

  1. Ricardo Galassi says:

    Prezados Senhores,
    Gostaria de saber o que as associações de moradores do Morumbi e arredores estão efetivamente fazendo para impedir que a região seja degradada com a realização de obras de infraestrutura necessárias à viabilização do estádio do Morumbi para a copa 2014?
    Além da carta ao governador, está sendo avaliada a possibilidade de se impetrar uma ação civil pública junto ao Ministério Público Estadual contra o Estado, a Municipalidade e o próprio SPFC, entidade privada e principal beneficiária dos investimentos públicos em prejuízo dos moradores da região?
    Como bem sabemos, os investimentos em infraestrutura viária e de transporte de massa previstos para a região trarão consigo o aumento do movimento de pessoas e de veículos com a construção de estacionamentos na região da Praça Roberto Gomes Pedrosa, de linhas de trens de superfície (linha 17 Ouro do Metrô) cruzando Paraisópolis, passando na porta do estádio e terminando na Av. Francisco Morato e com o aumento do fluxo viário. Sabemos que nas regiões onde correm os trilhos do metropolitano o crescimento do comércio informal e da violência urbana surgem como consequência natural.
    Há algum tempo li a respeito da preocupação dos moradores do bairro com essa situação (carta ao governador) porém não observei mais nenhum movimento no sentido de se impedir tais ações da parte do poder público. A última informação de que disponho é de que o comitê da sede de São Paulo, coordenado pelo presidente da SP Turis, Sr. Caio Luiz de Carvalho, deve apresentar à FIFA, até o dia 04/09/2009, o projeto final com todas as adequações requisitadas por aquela entidade tanto no âmbito do estádio como no âmbito do seu entorno.
    As exigências da FIFA são bastante pesadas e, pelos comentários de pessoas que detem expertise no assunto, não existe, na área de propriedade do SPFC, espaço suficiente para atender as demandas relacionadas a estacionamento de veículos, de caminhões de transmissão televisiva, de receptividade aos convidados VIP e VVIP, além dos turistas que virão através da própria agência de turismo da FIFA. Daí, a necessidade de se invadir o domínio público.
    Além da posição das associações de moradores, gostaria, também, de saber se existe algum debate público acerca desse tema junto à municipalidade e à Câmara de Vereadores.
    Atenciosamente, Ricardo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: